Replicação do MySQL em 10 passos

Configurando replicação do MySQL em 10 passos.

PASSO 1

Adicione o código abaixo no my.cnf do servidor MASTER depois da sessão [mysqld]:

log-bin=mysql-bin
server-id=1
innodb_flush_log_at_trx_commit=1
sync_binlog=1

PASSO 2

Reinicie o serviço do MySQL no servidor MASTER.

PASSO 3

Crie um usuário MySQL no servidor MASTER. Use o IP do servidor SLAVE como host a partir de onde o usuário irá se conectar e de a esse usuário o privilégio “REPLICATION SLAVE:

GRANT REPLICATION SLAVE ON *.* TO ‘newUser’@’192.168.0.215’;

PASSO 4

Execute o seguinte comando no prompt de comando do mysql do servidor MASTER:

FLUSH TABLES WITH READ LOCK;

Este comando irá trancar todas as tabelas permitindo apenas leitura nelas, o que impedirá qualquer modificação nos dados durante a configuração da replicação.

PASSO 5

Agora execute o comando abaixo ainda no prompt do servidor MASTER:

SHOW MASTER STATUS;

Este comando retornará o nome e a sequencia numérica do arquivo de log binário. Precisamos anotar esses valores pois iremos precisar deles no passo 9 na configuração do servidor SLAVE.

PASSO 6

Ainda no prompt do servidor MASTER, execute o comando:

UNLOCK TABLES;

Depois de executar este comando, vá para o servidor SLAVE para configurarmos ele.

PASSO 7

Adicione o código abaixo no my.cnf do servidor SLAVE depois da sessão [mysqld]:

server-id=2

PASSO 8

Reinicie o serviço do MySQL no servidor SLAVE.

PASSO 9

Execute o comando abaixo no prompt de comando do mysql no servidor SLAVE:

CHANGE MASTER TO
MASTER_HOST=’192.168.0.205′,
MASTER_USER=’newUser’,
MASTER_PASSWORD=’senha’,
MASTER_PORT=3306,
MASTER_LOG_FILE=’mysql-bin.000001′,
MASTER_LOG_POS=xxxxx,
MASTER_CONNECT_RETRY=10;

Explicando os parâmetros.

MASTER_HOST é o IP do servidor MASTER.
MASTER_USER é o usuário que criamos para fazer a replicação lá no passo 3.
MASTER_PASSWORD é a senha que definimos pro usuário da replicação.
MASTER_LOG_FILE é o nome do arquivo que anotamos no passo 5 (se por acaso o banco replicado não contiver todas as informações do banco master, então coloque esta opção como a do exemplo).
MASTER_LOG_POS é a sequencia numérica anotada no passo 5.

PASSO 10

Ainda no prompt do servidor SLAVE, execute o comando abaixo para finalizar a configuração:

START SLAVE;

Pronto! Se tudo deu certo, sua replicação já está configurada e funcionando.

Para verificar o status do servidor SLAVE, você pode executar o comando no prompt de comandos do mysql:

SHOW SLAVE STATUS;

Marcos de P. Muniz

Graduado em Sistemas de Informação pela UEMG, é Pós Graduado em Segurança da Informação pela Faculdade Pitágoras, é desenvolvedor PHP desde 2006, trabalha como Analista / Desenvolvedor em uma empresa que atua na área de ensino a distância, faz freelancer criando sites, sistemas e portais utilizando PHP, MySQL e jQuery.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *